Voltar

Notícias -

Notícias -

 

DIA MUNDIAL DA VOZ: A TECNOLOGIA COMO ALIADA NA PREVENçãO E NOS CUIDADOS COM A VOZ

Para entender a relevância do Dia Mundial da Voz, celebrado no próximo 16 de Abril, é preciso compreender que o som da voz desempenha um papel fundamental na qualidade de vida humana. Os distúrbios da voz (da fala) contribuem para a precariedade na qualidade de vida do indivíduo, independentemente do nível sócio, econômico e educacional, bem como sexo e faixa etária. “Para entender esses distúrbios, os fonoaudiólogos precisam captar e reproduzir os sons, seja para analisar e interpretar características emitidas, seja para estimular e avaliar os pacientes, tendo hoje na tecnologia uma aliada nessa área”, diz a fonoaudióloga Zuleica Camargo, responsável pelo Laboratório de Fala e Voz do CEFAC, Clínica Fonoaudiológica.

Graduada pela EPM/UNIFESP e doutora em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Zuleica foi responsável por reunir recentemente em um eBook trabalhos de diversos pesquisadores no campo dos recursos tecnológicos, utilizados no diagnóstico, prevenção e terapia dos distúrbios da fala e audição – sistemas eletrônicos para melhoria da compreensão oral e dos mecanismos da fala, da qualidade vocal, das disfonias, análise acústica e perceptiva da voz, da fala.

Segundo Zuleica, a organização do eBook surgiu do desejo de ampliar os conhecimentos sobre fala e análise de imagens de trato vocal, a partir de diversas tecnologias, como a ressonância magnética e a ultrassonografia, esta última em uso para projetos de pesquisas desenvolvidos desde a graduação até o pós-doutoramento.

Aplicativos móveis

Além de equipamentos (hardwares) específicos, a fonoaudiologia pode se beneficiar de incontáveis outros recursos oferecidos por aplicativos para dispositivos móveis (smartphones, tablets). No entanto, a especialista esclarece que eles ainda prescindem de moderação em seu uso. “Na atualidade, com o amplo uso dos dispositivos móveis, especialmente celulares, por grande parte da população, pode ser utilizado como estímulo ao paciente em sua evolução no tratamento. Estes aplicativos já fazem parte do nosso cotidiano, embora o desafio está em concentrar esforços em mais pesquisas para introduzir outras inovações tecnológicas para o paciente, considerando que a personalização dos dispositivos é, muitas vezes, imprescindível para a fonoaudiologia”, pondera Zuleica.

A fonoaudióloga dá exemplos de alguns aplicativos, softwares e hardwares já em utilização na prática clínica. Entre os softwares profissionais, destaca o Jogos de Voz (Unicamp-SP), Overtone Analyzer e o Praat, os dois últimos em inglês. Entre os aplicativos para sistemas iOS e Android estão o AnalyzerPro, Spectrum View, Spectrum, Vocal Folds Id, Voice (generator), CineVox, SoundsofSpeech e VoiceTraining.

 

Segundo Zuleica, o ideal é equilibrar a evolução do conhecimento humano com o desenvolvimento de novas tecnologias, como os desenvolvidos para aplicativos móveis. A especialista relata ainda que quando eficazes, dinâmicos, de fácil usabilidade, com propósitos definidos e embasados em estudos, os recursos tecnológicos, preferencialmente com interfaces atraentes e intuitivos, podem ser grandes aliados na prevenção, avaliação ou mesmo no tratamento dos problemas vocais.


Assine nossa Newsletter!